Tosse e constipações: com o antibiótico resolvem-se mais rápido?

A gripe é causada pelo vírus influenza e as infeções respiratórias, tanto no adulto como na criança também se devem, na grande maioria dos casos, a vírus.

 

Os antibióticos são fármacos que inibem ou destroem bactérias, mas são totalmente ineficazes contra vírus (Direção Geral de Saúde - DGS / European Centre for Disease Prevencion and Control - ECDC). O uso de antibióticos está indicado apenas em infeções bacterianas e seguindo rigorosamente as indicações médicas. Esta informação parece não estar a chegar a todos os portugueses, uma vez que um estudo recente demonstrou que 69% dos inquiridos continuam a acreditar que os antibióticos servem para matar vírus e 61% acham que são indicados para constipações e gripes (in Público, 2013).

 

Na seguinte tabela apresentam-se alguns mitos e o respetivo esclarecimento.

 

E qual é o grande o problema com os antibióticos?


Os efeitos adversos são frequentes, sendo os mais comuns: diarreia, náuseas, vómitos, cólicas abdominais e erupções cutâneas. Os antibióticos podem ainda favorecer o aparecimento de outras infeções, como candidíase. 


Além disso, tomar antibióticos pelas razões erradas irá promover a resistência aos antibióticos nas bactérias, ou seja, estes fármacos vão deixar de ser eficazes. Deste modo, quando necessitar de antibióticos no futuro, estes poderão já não funcionar (ECDC, 2005). Esta resistência aos antibióticos tem consequências graves para a saúde, como, prolongamento do tempo de doença, aumento do número de hospitalizações, maior risco de complicações e aumento da mortalidade.

 

 

O que se pode fazer para evitar a resistência aos antibióticos?

  • Sempre que possível, prevenindo as infeções, cumprindo o programa nacional de vacinação;

  • Lavando as suas mãos, e as mãos dos seus filhos, com regularidade – por exemplo, depois de espirrar ou tossir e antes de tocar em objetos ou em pessoas;

  • Usando antibióticos apenas mediante receita médica; não tomando “sobras” nem antibióticos obtidos sem receita médica;

  • Respeitando as recomendações do médico ao tomar antibióticos;

  • Perguntando ao farmacêutico qual a forma apropriada de eliminar os medicamentos não consumidos (DGS/ECDC).

Não existem medicamentos para curar a gripe ou constipações, existem apenas alguns fármacos que podem alivar os sintomas, como antipiréticos (ex.: paracetamol), anti-inflamatórios (ex.: ibuprofeno) ou descongestionantes nasais. Não pressione o seu médico a prescrever-lhe antibiótico. Dê tempo ao tempo, pois este é o único tratamento realmente eficaz. As constipações e gripes são causadas por vírus, contra os quais os antibióticos não são eficazes. Nestes casos, não irá melhorar o seu estado clínico tomando antibióticos, estes não baixam a febre nem melhoram os sintomas (DGS/ECDC). Pense duas vezes antes de ficar desiludido quando o médico não lhe receita um antibiótico. Aliás, deve felicitar-se pelo facto da sua condição clínica não exigir um antibiótico. Assim, respondendo à pergunta inicial: TOSSE E CONSTIPAÇÕES: COM O ANTIBIÓTICO RESOLVEM-SE MAIS RÁPIDO? Perentoriamente NÃO!

 

Outras recomendações:

 

Quando considerar que necessita de cuidados médicos para o seu problema respiratório ou gripe deverá recorrer, preferencialmente ao seu Médico de Família ou ligar para a Linha de Saúde 24 (808 24 24 24) e seguir as recomendações que lhe são transmitidas. Deverá evitar dirigir-se ao Serviço de Urgência Hospitalar, por várias razões: a) o tempo de espera para atendimento é imprevisível (para situações pouco graves); b) enquanto espera está em contacto com outros doentes que também poderão estar infetados; c) as salas de espera são espaços onde está reunido um número elevado de pessoas e, muitas vezes, estas salas não têm ventilação adequada, dois fatores que facilitam a propagação de infeções; e por fim d) nas alturas de maior afluência, o tempo para atender os doentes pode estar reduzido, podendo pôr em causa a qualidade do atendimento. Por outro lado, as vantagens para recorrer ao seu Médico de Família, nestas situações são: a) no Centro de Saúde as consultas têm hora marcada, por isso sabe quando vai ser atendido; b) será consultado, preferencialmente, pelo seu Médico de Família, que o conhece e tem acesso rápido aos seus problemas crónicos, alergias medicamentosas e exames já realizados; c) tem ainda a possibilidade de ser reavaliado, caso a situação assim o exija ou o seu médico recomende.

Please reload

Artigos Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Pesquisar por Tema

FUNCIONAMENTO

Serviços Administrativos ACeS

SEGUNDA a SEXTA

08:00 - 18:00

 

Serviços de Saúde

CDP e ECL

SEGUNDA a SEXTA

09:00 - 17:00

Unidades/Serviços do Centro de Saúde de Oliveira de Azeméis

 Consultar

ENDEREÇO

Rua Professor Ângelo Fonseca, 186

Lações de Cima

3720-287 Oliveira de Azeméis

aces.aveironorte@arsnorte.min-saude.pt

TEL

+351 256 664 070

FAX

+351 256 664 081

ESCREVA PARA NÓS:​

CONECTE-SE CONNOSCO:​​

  • w-facebook
  • YouTube Clean
  • w-googleplus

ACES EDVII Aveiro Norte © 2014 | Todos os Direitos Reservados