Reflexões sobre cuidados em saúde | Inteligência emocional e a educação

 

O crescimento e desenvolvimento dos seres humanos é estruturado pela nossa sociedade para que todos os indivíduos atinjam o seu potencial máximo. Quando iniciam a escola as crianças embarcam num plano estruturado de aprendizagem que estimula os aspectos cognitivos da inteligência. A sociedade está cada vez mais preocupada com o QI (coeficiente de inteligência), os pais dedicam grande parte do seu esforço educativo na inteligência cognitiva. No entanto, os testes de QI, são muitas vezes pouco preditivos do sucesso ou insucesso na vida futura, quer durante o percurso escolar, quer mais tarde na vida laboral. Estaremos a negligenciar algum aspecto importante da construção da “Pessoa”? Diferentes estudos nesta área sugerem que os sentimentos e a inteligência emocional são fundamentais para o desenvolvimento cognitivo.

 

O ensino da inteligência emocional, tão importante para a estruturação da personalidade, fica a cargo de quem? Dos pais, com horários cada vez mais exigentes? Da escola? Para Goleman, doutorado em Psicologia, a inteligência emocional, isto é, acapacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos, é o principal responsável pelo sucesso ou insucesso dos indivíduos. E pode ser trabalhada como qualquer outra área de estudo.

 

Nos últimos anos temos assistido a um aumento da patologia relacionada com a saúde mental: distúrbios da personalidade, distúrbios da ansiedade e distúrbios depressivos. Muitos destes distúrbios surgem associados a “problemas de vida”, a uma dificuldade de compreender e gerir emoções. Muitas destas patologias surgem logo na adolescência podendo afectar de forma decisiva o futuro do indivíduo. Tal como aprendemos a literatura, ciência e cálculo, também é possívelaprenderos fundamentos da inteligência emocional: auto-conhecimento emocional, empatia, autocontroloe auto-motivação.

 

Os pais/educadores devem procurar ensinar aos filhos estratégias para lidar com as suas emoções. Devem aproveitar os estados emocionais das crianças, para ensiná-las como lidar com elas. A inteligência emocional da criança pode ser moldada na interação familiar. O pais/educadores devem procurar perceber as emoções das crianças e as suas próprias, reconhecer a emoção como uma oportunidade de intimidade e orientação, ouvir com empatia e legitimar os sentimentos da criança, ajudar as crianças a verbalizar as emoções, impor limites e ajudar a criança a encontrar soluções para seus problemas.

Please reload

Artigos Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Pesquisar por Tema

FUNCIONAMENTO

Serviços Administrativos ACeS

SEGUNDA a SEXTA

08:00 - 18:00

 

Serviços de Saúde

CDP e ECL

SEGUNDA a SEXTA

09:00 - 17:00

Unidades/Serviços do Centro de Saúde de Oliveira de Azeméis

 Consultar

ENDEREÇO

Rua Professor Ângelo Fonseca, 186

Lações de Cima

3720-287 Oliveira de Azeméis

aces.aveironorte@arsnorte.min-saude.pt

TEL

+351 256 664 070

FAX

+351 256 664 081

ESCREVA PARA NÓS:​

CONECTE-SE CONNOSCO:​​

  • w-facebook
  • YouTube Clean
  • w-googleplus

ACES EDVII Aveiro Norte © 2014 | Todos os Direitos Reservados                                                             

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now